Brasil terá internet mais rápida em 2020

O Cabo Hibrido dispensa a necessidade de utilização de dois cabos, um para a transmissão de dados e outro para a alimentação elétrica, reduz o tempo no processo de implementação e aumenta a velocidade de transmissão dos dados devido a utilização de fibra óptica no lugar de cabos coaxiais.
Durante a CES 2019 ,  as empresas  Arris, e Intel  conseguirão alcançar velocidades de até 10 Gbps com os cabos Hibridos (HFC). No Brasil os testes de campo começam em 2020 , o projeto traz uma grande importancia para população brasileira e entregará uma taxa de download e upload com mais velocidade do que as existentes.
Os provedores Comcast, Cox e Charter estão envolvidas no projeto dessa tecnologia que é uma evolução do DOCSIS e se chama DOCSIS 10 G Full Duplex, ou 10g FDX. As empresas Vodafone, Mediacom, Midco, Rogers, Shaw Communications, Vodafone, Taiwan Broadband Communications, Telecom Argentina e Liberty Global, são empresas que também têm interesse na tecnologia.
A iniciativa conta também com apoio da NCTA, entidade setorial dos provedores nos EUA, Cable Europe, entidade similar europeia, e, claro, da Cable Labs, que desenvolveu o padrão DOCSIS
Em outros países 80% das conexões seguem o padrão DOCSIS , a estimativa do Brasil para esse projeto é implantar o cabo Hibrido de até 60% nos grandes centros e no decorrer dos anos atingir 100% do serviço de internet entregue nesse novo padrão.
80% das conexões nos EUA seguem o padrão DOCSIS. A estimativa da NCTA é que 80% das conexões são passíveis ao upgrade ao 10g FDX.
Se essa matéria foi útil para você , compartilhe com seu colega e deixe seu comentário a respeito abaixo.
Autor : LopesCBL

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.