SANTOS QUEBRA CONTRATO AO ASSINAR COM A GLOBO E PODE PERDER R$ 105 MILHÕES


Atlético, Coritiba e Bahia podem receber R$ 35 milhões cada entre 2019 e 2024 por causa de uma quebra de contrato cometida pelo Santos no acordo com o canal Esporte Interativo (EI).

Os quatro clubes venderam os direitos de transmissão de TV fechada para a Turner, empresa dona do EI, em abril de 2017. O acordo contratual previa que qualquer outra negociação a ser realizada com a Rede Globo seria feita em conjunto entre Atlético, Coritiba, Bahia e Santos para aumentar o poderio dos clubes no negócio com a emissora carioca.

Entretanto, o Santos assinou individualmente com a Globo o contrato de TV aberta e pay-per-view entre 2019 e 2024 por R$ 45 milhões sem comunicar Atlético, Coritiba e Bahia. O contrato dos clubes com o Esporte Interativo prevê a multa de perda de receita por este tipo de violação. O Santos perderia R$ 17,5 milhões por ano, totalizando R$ 105 milhões a serem repassados e repartidos entre Atlético, Coritiba e Bahia.

Procurado através da assessoria, o Santos não respondeu à reportagem. O Atlético também não se pronunciou. Já o Coritiba informou, via assessoria de imprensa, que não irá se pronunciar sobre esse caso específico, mas que pretende cumprir todos os acordos previstos no contrato. O Coxa ressalta que os contratos foram assinados pela gestão anterior ao do presidente Samir Namur, mas que são compromissos a serem cumpridos pelo clube.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.