ESPORTE INTERATIVO CONTARÁ COM ESTRUTURA DA CNN NA RÚSSIA PARA COBRIR A COPA

Canal nascido no Brasil e adquirido pelo grupo Turner em junho de 2013, o Esporte Interativo não tem os direitos de transmissão da Copa, mas, assim como Band, Record e ESPN, comerá a bola pelas bordas do campo. Isso significa dar conta de entrevistas com jogadores, técnicos e outras figuras do staff das seleções de futebol lá presentes, relatar costumes de visitantes e nativos durante o evento, cobrir treinos e, principalmente, dar muito pitaco em todos os lances, após os jogos.

Mas comer pelas beiradas, no caso do Esporte Interativo e da ESPN, que também não terá os direitos de transmissão para o Brasil, é comer muito mais do que outros canais que não terão o menu principal. Pertencente a grandes grupos internacionais, ESPN e Esporte Interativo não serão meros sem-teto no país de Putin: vão se apoiar em uma estrutura invejável em Moscou e arredores, pra quem não está “oficialmente” em campo.

O Esporte Interativo vai se servir do QG montado na capital russa pela CNN, maior canal de notícias do mundo. E a ESPN estará devidamente coberta pela base da própria ESPN/Disney naquele território, que também terá uma estrutura especialmente montada para a Copa na Rússia.

O que todos os canais terão dos jogos serão 3 minutos de imagens dos melhores momentos. No mais, quem não estiver em campo poderá se esbaldar em mesas redondas – um formato clássico que sempre rende audiência. Na ESPN,o “Linha de Passe” será diário.

No Esporte Interativo, estão previstas 300 horas de Copa, com 10 horas diárias, em média.

Como não há jogos após as 17h, pelo fuso de Brasília, os canais sem transmissão de partidas terão seus debates e reportagens sobre o assunto livres de concorrência com qualquer bola rolando do fim da tarde ao fim da faixa nobre.

A FOX Sports, que também usufrui da estrutura de grande grupo e, além disso, tem os direitos de transmissão da Copa, estará muito bem posicionada para o mundial. E a Globo, por mais estranho que nos pareça dizer, é o menor peixe desse oceano de canais esportivos, mesmo que em eventos desse porte multiplique seus canais por 10. E é no terreno dela que mais choverá audiência, como já se sabe.

Os canais ainda vêm definindo quem embarcará para a Rússia. No caso do Esporte Interativo, o time de correspondentes da Europa, que normalmente dá expediente pela Liga dos Campeões, vai se juntar ao time de enviados daqui. O canal também investirá nos Youtubers que abastecem sua força na web. A programação ao vivo, falando de Copa, começa às 11h e segue até o último cliente.

Resumindo: da arquibancada ou do campo, vários canais estarão disputando atenção do torcedor. Se derrubar é pênalty.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.