CONMEBOL FAVORECE GLOBO E MUDA REGRA PARA TRANSMISSÃO EM TV ABERTA DA LIBERTADORES

A Conmebol fez uma concessão nas regras do leilão dos direitos de TV da Libertadores que permite que a Globo continue com uma prática que em um primeiro momento havia sido vetada a partir da edição de 2019 da competição continental.

A transmissão pela TV aberta de jogos diferentes para duas ou mais praças havia sido vetada, mas a Conmebol voltou atrás e a regra do leilão abriu a possibilidade de territórios (ou emissoras) exibirem mais de uma partida para diferentes regiões.

Na Globo, a decisão da Conmebol foi elogiada internamente por agregar valor aos direitos de transmissão da Libertadores, mas é negado que a alteração tenha passado por algum lobby da emissora. O argumento é o de que a flexibilização favorece qualquer canal de TV aberta que adquirir os direitos, dadas as dimensões continentais do Brasil, e que tal concessão vale só para a fase de grupos.

Nenhuma emissora de qualquer outro país necessitaria tanto dessa alteração como as brasileiras, pois é frequente a participação de equipes de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, para ficar só nos quatro principais centros do país, na competição.

Se houve uma concessão, há um ponto que exigirá negociações entre Globo e Conmebol, caso a emissora mantenha os direitos na TV aberta. Uma das exigências da Conmebol é a veiculação comercial de dois patrocinadores oficiais da competição durante a faixa horária da partida.

Trata-se de uma condição similar à imposta à Globo pela Uefa, em relação à Champions, que a Globo conseguiu driblar ''transferindo'' os comerciais para a faixa horária do ''Jornal Nacional''. Não seria viável, por exemplo, a Libertadores veicular um comercial de uma cervejaria via Conmebol e a Globo citar ou exibir na mesma partida as peças comerciais de uma marca concorrente.

Um consórcio, formado pela IMG, dona do UFC, e Perform ganhou o direito de ser a agência a comercializar os direitos da Libertadores. Uma das novidades da próxima edição da Libertadores será a adoção de uma final única.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.